Guia do Salto Alto (2a parte)

por Nina Agnelli

Nesta segunda parte do nosso Guia do Salto Alto abordaremos o processo de compra de sapatos de salto alto: como experimentá-los; o que levar em conta em termos de qualidade; que tipos de sapatos se ajustam melhor aos diferentes tipos de corpo; quais são os sapatos dignos de se gastar mais dinheiro e que tipos você deve comprar por um preço mais baixo.

2. Dicas para comprar um sapato de salto alto Aqui vão algumas dicas que você deve ter em mente quando for comprar sapatos ou sandálias de salto alto:

  • Saiba exatamente qual o número que você costuma calçar. Mas entenda que a depender da forma de cada fabricante você pode vir a usar um 36 ou um tamanho 37, por exemplo. Se for comprar no exterior veja nossa tabela de conversão de tamanhos de calçados femininos
  • Faça suas compras à tarde. Acredite ou não, seus pés podem aumentar de tamanho durante o dia. Como eles estão mais inchados ao final do dia, experimente sapatos após andar um pouco pois, assim, você terá uma idéia do tamanho verdadeiro dos seus pés;
  • Experimente os sapatos antes de comprá-los. Parece óbvio, mas é importante mencionar isto. Calce os sapatos de salto alto e, sobre um piso firme e nivelado, procure ficar com seus joelhos retos e veja se consegue ficar nas pontas dos pés com as pontas dos saltos a pelo menos 3 cm acima do solo. Não dobre os joelhos. Se você não conseguir, os saltos são muito altos e você não deve usá-los;
  • Lembre-se de comprar em lojas que tenham uma política de devoluções vantajosa para você, pois os sapatos podem ser confortáveis na loja e se tornar um incômodo depois de uma hora de uso;

3. Qualidade: o que buscar Nem todos sapatos de salto alto são confeccionados igualmente. Na verdade, há grandes diferenças em termos de qualidade entre uma marca e outra. A seguir você aprenderá a distinguir sapatos de alta qualidade que irão durar um bom tempo. Eles valem o investimento.

  • Em primeiro lugar, observe como a sola está fixada ao sapato. Se a sola for costurada, assegure-se de que a costura é uniforme e não se solta facilmente. Se a sola for colada, verifique se não há espaços vazios nas bordas; a sola pode se desprender por aí;
  • Busque sapatos com camada de borracha sob o salto. Isto previne escorregões e torna mais fácil andar. Alguns saltos não têm essa camada de borracha ou qualquer outra camada antiderrapante, o que torna difícil andar e possivelmente perigoso;
  • Preste atenção ao tipo de forro. Em sapatos de boa qualidade o forro geralmente é em couro e não em material sintético. Materiais naturais, como o couro, absorvem melhor a umidade e permitem a transpiração dos pés – sapatos confeccionados em material sintético, como o vinil, não irão absorver a umidade e podem ser desconfortáveis;
  • Evite comprar sapatos feitos de fibras sintéticas como nylon ou plástico. Geralmente eles se tornam extremamente desconfortáveis após algum tempo de uso e têm um tempo de vida útil muito curto.

4. O modelo de sapato de salto alto ideal para seu biótipo

Salto alto idealAqui vão algumas dicas sobre quais saltos altos melhor se ajustam aos diferentes biótipos. Se você tem tornozelos grandes, não compre sapatos com tiras que envolvam seus tornozelos. Essas tiras podem fazer com que seus tornozelos pareçam maiores. Melhor usar um scarpin ou um modelo slingback (exemplo: imagem ao lado) que tornará suas pernas mais longas, dirigindo a atenção para longe dos seus tornozelos;

Mas se você deseja dar uma aparência mais alongada às suas pernas, use sapatos de bico fino, pois dão a ilusão de uma altura maior às pernas. Contudo, um alerta: sapatos de bico fino podem ser desconfortáveis se você tem pés largos. Neste caso, use-os apenas em ocasiões especiais.

Salto alto idealSe você tem pernas curtas evite sandálias com tiras em T (imagem ao lado), pois elas encurtam as pernas e podem fazer com que seus pés pareçam mais largos.

Igualmente, sapatos com tiras ao redor do tornozelo não são adequados. Use sapatos abertos na frente ou modelos nude – eles tornam suas pernas mais longas e magras;

scarpinSe você tem pés largos, sapatos de ponta arredondada dão um visual estilo anos 30 muito atraente e podem ser uma opção mais confortável. Além disso, eles podem fazer com que seus pés tenham uma aparência menor.

Vale a pena gastar mais em: Quando sua reputação profissional estiver em jogo, você vai desejar estar bem vestida e bem calçada. Isto significa investir em calçados de qualidade.

  • Pumps clássicos e básicos: um par de sapatos de saltos altos pretos, básicos, pode ser usado com quase tudo e durará para sempre. Igualmente, um par nude vai ser sempre uma boa opção. Ambos os estilos podem ser usados por anos e sempre estarão na moda;

Não gaste muito dinheiro com:

Espadrilhas: de fato, não há diferença de qualidade entre marcas quando o assunto são espadrilhas. Afinal linho é linho e corda é corda. Neste caso, as mais baratas são tão boas quanto o mais caro Louboutin;

Sapatos da moda: se eles forem ficar fora de moda em dois meses, pagar mais de R$ 230,00 é perder dinheiro. Além disso, avalie se você vai usá-los em uma festa ou recepção que mereça o investimento.

Guia do Salto Alto: parte 3


Mais: Pré-lançamento do livro o Como andar de Salto Alto, de Isla Hamilton.

Fonte parcial: How to Walk in High Heels Book (Como Andar de Salto Alto), um livro de Isla Hamilton.

Se tiver qualquer dúvida ou sugestão entre em contato.

Sobre a autora: Nina Agnelli, brasileira, cursou design no London College of Fashion, em Londres. Morou 5 anos em Roma onde conheceu e casou-se com Luis di Gallas. Atualmente, ambos residem em Salvador, Bahia.