Christian Louboutin

Christian Louboutin nasceu em 1963, em Paris. Aos 12 anos, Louboutin costumava fugir da escola para ir ao The Palace (local freqüentado por Karl Lagerfeld, Yves Saint Laurent e Grace Jones nos anos 70).

Christian LouboutinFascinado pelo local, Louboutin afirmaria, posteriormente, que o The Palace foi a inspiração principal para se tornar um designer de calçados: “As garotas que freqüentavam o local me influenciaram muito. Se você gosta de sapatos de salto alto, aquilo era, realmente, a última palavra em saltos, tinha tudo a ver com pernas, como elas andavam, como enfeitavam e gingavam o corpo.”

Aos 16 anos abandonou a escola e mudou-se para Romans-sur-Isere, o centro da indústria calçadista francesa, tornando-se, então, um aprendiz de Charles Jourdan.

Embora tenha encontrado oposição ao decidir abandonar a escola tão cedo e passar a se dedicar ao mundo da moda, Louboutin afirma que sua decisão também foi influenciada ao assistir uma entrevista de Sophia Loren na TV. Naquela entrevista, Sophia, acompanhada da irmã, afirmava que sua própria irmã tinha abandonado a escola quando tinha 12 anos, mas que, depois, aos 50 anos tinha concluído a universidade. “Todos aplaudiram e eu pensei: ‘Ora, ao menos se eu me arrepender serei como a irmã de Sophia Loren’ “.

O solado vermelho, sua marca registrada, não é a única “impressão digital” que Louboutin impõe às suas obras. Ele também é especialista em criar escarpins e peep toes de acabamento impecável, idealizados especialmente para seduzir. Saiba como identificar um falso Louboutin.

Mulheres determinadas a calçar um legítimo Louboutin não se incomodam em subir nos seus famosos saltos, de até 12 cm, muitas vezes com joias e outras ousadias incrustadas. Tudo em nome da elegância sexy e despretensiosa que o fetiche oferece. Saiba como andar de salto altíssimo.

Entrevista com Christian Louboutin.

Crédito da foto: Ben Barker / Redux

Outros mestres do design de calçados:

Roger Vivier
Salvatore Ferragamo
Vivienne Westwood
Manolo Blahnik
Jimmy Choo
André Perugia